Detentos em ressocialização já trabalham nas ruas de Imbituba

Postada em 25.11.2014 ás 8:11

Detentos em ressocialização já fazem a limpeza das ruas em ImbitubaAtravés de um convênio entre o Governo de Imbituba, Secretaria de Assistência Social e Habitação (Seash) e o Departamento de Administração Prisional (Deap), os detentos do regime semiaberto da Unidade Prisional Avançada de Imbituba participam de uma reintegração à sociedade com trabalhos comunitários, como a limpeza das ruas da cidade. Nesta segunda-feira, o trabalho foi realizado no trevo entre os bairros Village e Vila Nova Alvorada.

O convênio teve o intermédio da Secretaria de Estado de Justiça e Cidadania e foi assinado em junho deste ano, após ser firmado um termo de cooperação com o Estado de Santa Catarina para proporcionar uma oportunidade de trabalho e ressocialização aos detentos. Ao todo, 15 detentos realizam o trabalho de manutenção e conservação do patrimônio público, com o objetivo de reintegrar os apenados à sociedade, dando a oportunidade de inclusão social. Eles recebem os uniformes do município e os equipamentos de proteção individual para o trabalho, que é supervisionado.

Jaison Cardoso, prefeito de Imbituba, apontou diversas soluções que são oferecidas pelo projeto. “Geralmente cada programa traz um objetivo, mas neste temos vários. O mais importante é a ressocialização do detento. Depois o salário que ele vai receber, que poderá ser uma poupança para uma vida digna na liberdade, ou para ajudar a família que está em casa. Também diminuirá um dia na pena para cada três dias de trabalho. E ainda há o benefício para a cidade, que é ajudar o poder público a manter nossas ruas limpas e bem cuidadas”, afirma.

Selma Elias Westphal, secretária da Seash, acredita que reintegrar é dar oportunidade, atenção, garantindo mais respeito aos que estão temporariamente afastados do convívio social. “Hoje Santa Catarina é referência, pioneira, no trabalho de reinserção. Imbituba abraçou este projeto com o apoio do poder judiciário, da sociedade, dos conselhos e do prefeito. Agora precisamos acolher estes cidadãos, que passam a estar integrados no trabalho laboral, adquirindo novas experiências, mostrando-se merecedores de nosso convívio”, explica.

Texto/Foto: Emanuelle Querino Alves de Aviz

Edição: Lily Pieszecki

Redes Sociais

Todos os direitos reservados © 2014
::::::::::::::::. Garopaba 98,3 FM .::::::::::::::::