Corpo de Bombeiros de Santa Catarina divulga relatório de atividades

Postada em 14.01.2020 ás 11:32

Relatório de Santa Catarina

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) apresenta a segunda edição do boletim semanal, com o relatório de atividades da Operação Verão Santa Catarina 2019/2020. Os dados são referentes a data da abertura da Operação, 12/12/19 até o último domingo, 12/01/20.

De acordo com os dados, foram 11 afogamentos seguidos de morte em água salgada, destes dois aconteceram em áreas com cobertura de salva vidas e nove em locais sem coberturas. As mortes em água doce foram no total de 18 e todas elas em locais sem coberturas. Seis afogamentos estão sob investigação e dois aconteceram em áreas privadas. Do total das vítimas, apenas uma foi mulher e 28 foram homens.

Ainda de acordo com o relatório, foi registrado 1.612 crianças perdidas. Neste caso, quando uma criança se perde da família na praia, aquele que achou e os veranistas que estiverem próximos dessa pessoa, deve bater palma, assim facilita para que os responsáveis pela criança localizem ela.

Outro dado que chama a atenção é o número de ferimentos por água-vivas, que foi de 32.302. Neste caso a pessoa com lesão  sente  dor  e sensação de queimadura no local, além de vermelhidão intensa na pele no local que estiveram em contato com os tentáculos. Caso essa dor seja muito intensa, deve-se ir ao pronto socorro mais próximo. No entanto, nem todos os casos necessitam de assistência médica. A maior parte das pessoas que sofrem este tipo de queimaduras, se as tratar corretamente, pode nem necessitar de ir ao hospital.

Como tratar uma lesão por água-viva:

1. Retirar os tentáculos

A melhor forma para retirar tentáculos da água viva que possam ter ficado grudados na pele é usar uma pinça ou o palito de um picolé, por exemplo.

No entanto, e uma vez que esses tentáculos podem estar muito grudados, para facilitar a tarefa é aconselhado colocar água do mar sobre a região enquanto se vai retirando os tentáculos, pois a água doce pode estimular a liberação de mais veneno.

2. Aplicar vinagre branco

Após retirar os tentáculos, uma excelente estratégia para aliviar a dor e neutralizar algum do veneno é aplicar vinagre branco de cozinha diretamente no local atingido por 30 segundos. O vinagre contém uma substância, conhecida como ácido acético, que neutraliza o veneno da água viva.

Em nenhum caso se deve aplicar urina ou álcool na região pois podem agravar a irritação.

3. Colocar o local em água quente

Segundo vários estudos, colocar a região afetada em água quente por cerca de 20 minutos, ajuda a aliviar a dor e a inflamação. Outra opção, caso não seja possível mergulhar a área afetada, consiste em tomar um banho de água morna, deixando a água cair durante alguns minutos sobre a queimadura.

Este passo só deve ser feito após a retirada dos tentáculos, para evitar que a água doce leve à liberação de mais veneno.

4. Aplicar compressas de água gelada

Depois de adotar as medidas anteriores, se a dor e o desconforto se mantiverem, podem ser aplicadas compressas de água gelada na região queimada.

A dor e o desconforto normalmente melhoram após 20 minutos, no entanto, pode ser necessário até 1 dia para que a dor desapareça completamente. Nesse período, é recomendado tomar analgésicos ou anti-inflamatórios, como Paracetamol e Ibuprofeno.

Quando ir ao hospital

No caso de a dor durar mais de 1 dia ou surgirem outros sintomas como vômitos, náuseas, câimbras musculares, dificuldade para respirar ou sensação de bola na garganta é recomendado ir imediatamente ao hospital para avaliar a necessidade de fazer o tratamento com antídoto ou antibióticos, por exemplo.

Redação por Carla Fogaça

Redes Sociais

Todos os direitos reservados © 2014
::::::::::::::::. Garopaba 98,3 FM .::::::::::::::::