Bloco ‘Guardiões dos Oceanos’ e Maracatu Baque Encantado animam a avenida em Garopaba (SC)

Postada em 27.02.2020 ás 16:04

A noite do sábado de Carnaval (22) foi só animação para as crianças e adultos que participaram do Bloco ‘Guardiões dos Oceanos’ do Instituto Monitoramento Mirim Costeiro – IMMC de Garopaba (SC). A turma pisou na avenida dos Pescadores super empolgada com os adereços sustentáveis feitos na sede do IMMC, com a participação das crianças e a orientação das oficineiras voluntárias Milene Novais, do Projeto Cetáceos (@projetocetaceos) e a artista plástica Michele Finger (@oatelierestudio).

A ideia foi mostrar à comunidade que é possível fazer um carnaval colorido com muita criatividade de forma sustentável, pois os adereços como máscaras e chocalhos foram feitos com materiais reciclados, as saias com redes de pesca apreendidas e ainda customizaram fantasias de outros anos. As crianças não usaram glitter e foram pintadas com desenhos de animais marinhos e corações no rosto pela voluntária Nina Morais (@ninan.makes).

Pelo segundo ano consecutivo o IMMC teve a fundamental parceria do Maracatu Baque Encantado que puxou o bloco do início da beira-mar até a Praça 21 de Abril, no centro histórico, onde permaneceram por um bom tempo para animar os turistas e comunidade local.

Sobre o Maracatu Baque Encantado

O Bloco Maracatu Baque Encantado já existe há 4 anos e começou na Encantada, em Garopaba (SC). Originalmente de matriz africana, o maracatu é muito presente no Recife que conta com mais de 40 grupos, porém lá existe uma conexão com a religião Nação, diferente deste de Garopaba que não tem ligação alguma com a religiosidade.

Sobre o IMMC

O Instituto Monitoramento Mirim Costeiro (IMMC) possui um programa que é uma Tecnologia Social pioneira no Brasil de educação para a conscientização da preservação da zona costeira e valorização da cultura tradicional de Garopaba (SC). Há oito anos fomenta a aprendizagem participativa através da pesquisa, do aprender-fazendo dentro do contexto sociocultural. Por meio de atividades lúdicas, saídas a campo, palestras e pesquisas é direcionado a alunos do 4º e 5º ano das Escolas Municipais de Garopaba(SC). A metodologia trabalha aspectos ambientais e socioculturais da zona costeira da região. Após os encontros, que se dividem em momentos de teoria e de prática e o avistamento de baleias em seu berçário na Praia da Gamboa, ou em outra praia de Garopaba que estejam passando a temporada com os filhotes. Após, os educandos recebem um Certificado de Monitor Mirim Costeiro.

Desde 2012 foram beneficiados mais de 2.240 alunos de 12 Escolas Municipais de Garopaba, além de envolver mais de 30 professores da Rede de Ensino. Foram 192 saídas a campo, 277 aulas teórico-participativas, além da instalação de 22 placas informativas com indicadores locais nas principais vias de acesso das praias monitoradas. Mais de 30 mil pessoas impactadas com o trabalho.  A maior motivação dos Educadores do IMMC é proporcionar às crianças uma oportunidade de aprendizagem prática in loco, que as conecte e aproxime do ambiente onde vivem, despertando o sentimento de pertencimento e apropriação com o seu território.

Conquistou o Prêmio América Latina Verde 2017 na categoria ‘Oceanos’ entre 2.409 projetos inscritos de 36 países da América Latina. Recebeu em 2017 o Prêmio IGK – A grande jogada social, do Instituto Guga Kuerten na categoria Ação Educativa Ambiental e foi reconhecido como Tecnologia Social pela Fundação Banco do Brasil. Também é um Comitê Voluntário instituído na Conferência dos Oceanos 2017, organizada pela Organização das Nações Unidas (ONU), sendo um exemplo de solução para a educação de crianças para resolução da problemática de poluição dos oceanos. O IMMC foi finalista do Prêmio Santa Catarina pela Educação 2018 e foi semi finalista do Prêmio Itaú-Unicef 2018. Em 2019 ganhou o Prêmio Nana Mininni Medina na categoria Educação Não Formal.

Redes Sociais

Todos os direitos reservados © 2014
::::::::::::::::. Garopaba 98,3 FM .::::::::::::::::