Aumento do preço da carne bovina em SC chega a 40%

Postada em 03.12.2019 ás 9:28

Foto: Diorgenes Pandini

Em Santa Catarina, conforme o levantamento de uma rede de supermercados, o quilo da carne vermelha está, em média, 40% mais caro do que novembro do ano passado. Somente de outubro para novembro o salto foi de 30%.. A exportação para a China é uma das razões da subida dos valores. Os catarinenses buscam alternativas para não comprometer o orçamento de casa.

Na prática, isso representa que um quilo de acém que no mês passado era vendido por R$ 14,98, agora está custando quase R$ 18 (mesmo com o comércio reduzindo a margem de lucro). Um aumento que já tem feito a busca por outras proteínas — como a suína e a de frango — crescer no mercado e, com a demanda maior, também registrarem um acréscimo no preço de venda.

Explicações e perspectivas

Uma das explicações para esse aumento aumento é que a carne bovina antes vendida para o mercado de Santa Catarina agora está indo para a China. O país asiático convive, há meses, com a peste suína e se obrigou a fazer a substituição da carne suína pela bovina.

Bom para quem exporta

Se para o consumidor a situação fez a conta do supermercado ficar mais cara, os frigoríficos comemoram as exportações em dólar. Gerente executivo do Sindicato das Indústrias da Carne e Derivados de Santa Catarina (Sindicarne), Jorge de Lima explica que os mesmos frigoríficos que atendem o mercado interno do Estado também são os que vendem para o exterior, e com a alta na demanda chinesa priorizaram as exportações.

— É a lei da oferta e da procura, há essa demanda maior por proteína na China. Não afetou tanto as aves e suínos em SC pois as plantas que atendem o mercado exterior não são as mesmas do mercado interno — afirma.

Redes Sociais

Todos os direitos reservados © 2014
::::::::::::::::. Garopaba 98,3 FM .::::::::::::::::