Aulas de patinação são oferecidas em Imbituba

Postada em 14.05.2014 ás 9:17

A Secretaria de Educação está realizando um projeto esportivo de patinação na escola, no bairro Campo da Aviação, onde está localizada a Escola Básica Municipal Basileu José da Silva. As aulas aconteA turma já ensaia para a primeira apresentaçãocem duas vezes por semana e os alunos, que formam cinco turmas, participam no contraturno. Em pouco mais de um mês de atividades eles já fazem movimentos firmes e em grupo.

A professora Daniele Gomes Canez é patinadora há 20 anos. Ela é natural de Porto Alegre e veio para Imbituba há pouco tempo. “Morava em Guaíba e surgiu uma escola de patinação perto da minha casa, foi assim que conheci o esporte, aos 12 anos. A patinação auxilia as crianças na escola de várias formas. Abre um mundo diferente, logo eles vão começar a fazer as apresentações, competições e irão conhecer outro lado do esporte. As aulas trabalham a socialização. Dentro da escola tem também a autoestima, a sensação de fazer parte de um grupo, se sentir importante e diferente”, explica.

A diretora Maria Goretti Inácio Barretos relata que está muito satisfeita por abrigar mais um projeto. “Como gestora eu fiquei muito feliz, as crianças estão muito satisfeitas e já se vê o progresso deles e o interesse. A professora é muito qualificada e profissional, tanto para trabalhar na área da educação quanto no esporte patinação. A escola só tem a agradecer à Secretaria de Educação por esta oportunidade. A prática esportiva faz diferença na sala de aula, pois melhora a saúde, o que reflete no rendimento escolar e na formaçao do cidadão”, afirma.

 

Futuros patinadores

Larissa Alves Laurentino, 11 anos, está no sexto ano e achava interessante quando via na televisão as pessoas andando de patins. “Fiquei curiosa para aprender, quando comecei eu andava bem mas caía muito, agora não caio tanto. Pretendo seguir carreira de patinadora, mas a professora já falou que não é fácil, são muitas fases, muitas coisas a aprender, mas pretendo tentar. O que mais gosto de fazer é o avião e o carrinho, que são manobras que eu já aprendi, mas ainda não sabemos quando vai ser a primeira apresentação para mostrar”, anseia.

João Luiz Feliciano Anselmo, 12 anos, está no sexto ano, se sentiu atraído pelo esporte e começou as aulas, já foi eleito pela professora como o patinador do mês. “No começo eu caía muito, mas agora já estou melhor. A professora é muito legal, muito dedicada, pede para tomarmos cuidados com os patins. Quando crescer quero ser patinador profissional”, sonha.

Daniele explica que é um esporte caro, mas que não é impossível. “Aqui é um começo, minha intenção é descobrir talentos, depois vamos precisar de investimentos. É um esporte de elite, o equipamento é caro, as competições são pagas. Comprei os patins que eles usam para realizar esse projeto social e fazer a inicição no esporte. Mas esses patins daqui a um ano já vão ser pouco para eles. Eu não tinha recursos, minha família comprava patins usados, costurava as minhas roupas em casa. Unindo esforços dá para fazer muita coisa”, garante.

A princípio, no Campo de Aviação, as aulas são apenas para alunos da escola devido a demanda, mas assim que as vagas surgirem serão abertas para a comunidade. As aulas também acontecem no ginásio de esportes do Arroio, que tem duas turmas vespertinas lotadas. Lá, por ser fora do ambiente escolar, as aulas de patinação são abertas para a comunidade, atendendo alunos das escolas do município e do estado.

Texto e fotos: Emanuelle Querino Alves de Aviz

Edição: Lily Pieszecki

Redes Sociais

Todos os direitos reservados © 2014
::::::::::::::::. Garopaba 98,3 FM .::::::::::::::::