IMMC vence o Prêmio Nana Mininni Medina 2019

Postada em 28.11.2019 ás 11:21

Monitoramento Mirim Costeiro foi o projeto condecorado com o Prêmio Nana Mininni Medina 2019, entregue na Conferência Internacional de Educação Ambiental realizada em Bento Gonçalves (RS)

 

O Instituto Venturi para Estudos Ambientais, realizador da Conferência Internacional de Educação Ambiental, entregou na semana passada  terça-feira (19), à Caroline Schio, Presidente do Instituto Monitoramento Mirim Costeiro (IMMC), o Prêmio Nana Mininni Medina, edição 2019.  O troféu homenageia a Dra. Nana Mininni Medina (in memoriam), figura exponencial em sua contribuição à educação ambiental no Brasil e no exterior.  A distinção tem o objetivo de certificar os melhores projetos em Educação Ambiental já implantados em duas categorias: melhor projeto em Educação Ambiental Formal e melhor em Educação Ambiental Não-Formal, esta a categoria do IMMC.

Caroline participou da Conferência de dois dias (18 e 19/11), que contou com a presença de grandes referências na área para discutir e refletir sobre as práticas da educação ambiental no Brasil, avaliando os 20 anos da Política Nacional de Educação Ambiental (PNEA), perspectivas e estratégias futuras. “Estamos muito felizes com esta condecoração que vem reforçar ainda mais a nossa responsabilidade de levar a mais escolas e crianças da costa brasileira a nossa Tecnologia Social pioneira de educação ambiental e acelerar a construção desta Rede de Guardiões dos Oceanos’, disse a presidente do IMMC.

Um dos desafios do evento foi promover uma ampla reflexão sobre as lacunas que existem nas ações conduzidas pelos diversos públicos envolvidos e buscar uma adequada compreensão da educação ambiental, discutindo amplamente o tema, bem como as incongruências e contradições sobre o assunto.

Participaram professores das escolas públicas e privadas, profissionais da área ambiental dos setores público e privado, gestores, comunicadores e públicos interessados, visto a importância do tema no contexto atual e a necessidade de disseminar boas práticas de responsabilidade ambiental.

Durante a conferência foram apresentadas e divulgadas experiências de educação ambiental existentes no Brasil na área de educação formal e no ambiente empresarial e também foram produzidos subsídios teórico-práticos para orientar as ações de educação ambiental relacionadas com a implementação do desenvolvimento sustentável no país.

Sobre o IMMC

O Instituto Monitoramento Mirim Costeiro (IMMC) é uma organização social, sem fins lucrativos, que desenvolve o Programa de Educação Ambiental Monitoramento Mirim Costeiro, uma Tecnologia Social pioneira no Brasil de educação para a conscientização da preservação da zona costeira e valorização da cultura tradicional de Garopaba (SC).

Desde 2012, foram beneficiados 1.870 alunos de 12 Escolas Municipais de Garopaba, além de envolver mais de 30 professores da Rede de Ensino com o Programa de Educação Ambiental de Monitoramento Mirim Costeiro. Fizeram 160 saídas a campo, 245 aulas teórico-participativas, além da instalação de 22 placas informativas com indicadores locais nas principais vias de acesso das praias monitoradas. Nas ações de verão como o projeto Verão Praia Limpa, além dos eventos socioambientais, já foram impactadas até hoje mais de 30 mil pessoas.

 

Prêmios recebidos

Em sete anos de existência, o Instituto Monitoramento Mirim Costeiro (IMMC) foi condecorado com importantes premiações e já virou referência na área de educação ambiental em Garopaba (SC), mas também recebeu reconhecimentos nacionais e internacionais. Foi um dos 16 projetos escolhidos na categoria Young Projects  Award, no Prêmio Lush Spring Prize 2017, Mérito Educacional (MEC) 2016 – reconhecimento como instituição de referência para a inovação e a criatividade na educação básica do Brasil; ficou entre os 500 melhores projetos socioambientais da América Latina – 8º lugar na categoria ‘Oceanos’ no Prêmio América Latina Verde 2016, e recebeu ainda o Prêmio Mérito Educacional, concedido pela Câmara Municipal de Vereadores e pelo Conselho Municipal de Educação de Garopaba, em 2014.

Conquistou o Prêmio América Latina Verde 2017 na categoria ‘Oceanos’ entre 2.409 projetos inscritos de 36 países da América Latina. Nesta categoria foram 34 projetos e apenas de 12 foram selecionados entre os 500 melhores. O IMMC foi um dos três finalistas nesta categoria, juntamente com o projeto Chile es Mar, do Chile e o projeto Fondo Paracas, do Perú, saindo com o primeiro lugar. No ranking geral que integra várias categorias se classificou na 79º posição ficando entre os 500 melhores da América Latina.

Recebeu em 2017 o Prêmio IGK – A grande jogada social, do Instituto Guga Kuerten na categoria Ação Educativa Ambiental e foi reconhecido como Tecnologia Social pela Fundação Banco do Brasil. Também é um Comitê Voluntário instituído na Conferência dos Oceanos 2017, organizada pela Organização das Nações Unidas (ONU), sendo um exemplo de solução para a educação de crianças para resolução da problemática de poluição dos oceanos. O IMMC foi finalista do Prêmio Santa Catarina pela Educação 2018 e semifinalista do Prêmio Itaú-Unicef 2018. Em 2019, recebeu o Prêmio Nana Mininni Medina de melhor em Educação Ambiental Não-Formal.

Redes Sociais

Todos os direitos reservados © 2014
::::::::::::::::. Garopaba 98,3 FM .::::::::::::::::